domingo, 25 de janeiro de 2009

Como se não bastassem ...

Como se não bastassem os atletas das equipas adversárias a controlarem cada passo das pernas, cada movimento dos braços, cada inspirar e expirar dos pulmões e os treinadores a gritarem indicações, tácticas, esquemas e os preparadores físicos a gesticularem, a agarrarem numa panóplia de utensílios e a obrigarem à encenação de irreais espectáculos mímicos, como se não bastassem as pessoas e os seus acompanhantes, a comunicação social a preparar a memorização eterna daqueles retratos do quotidiano desportivo e os familiares a soltarem letras, palavras e frases de incentivo, como se não bastasse a pressão da competição, a necessidade de obter bons resultados, o desejo de alcançar um título nacional e eu, sem conseguir relaxar fisicamente, concentrar-me mentalmente, cada poro da pele a expulsar nervosismo e receio de falhar para a atmosfera gélida da manhã ...

Sem comentários: