sábado, 13 de março de 2010

Trela

"Desenvolva a fábula a partir do curtíssimo enredo criado por Thomas Bernhard ( "... um rapaz levou o cão a passear ... com a trela. Depois quis subir a qualquer lado, puxou infelizmente a trela por cima da cabeça, o cão continuou provavelmente a correr mais três passadas e o rapaz ficou estrangulado" )."

Frederico relaxou no sofá do consultório da Drª Ana. O som hipnotizante das suas palavras transportou-o para um universo onde finalmente uma sensação de calma fria trespassou por completo o seu ser. Necessitava de compreender o significado daquele sonho que constantemente perseguia-o e atormentava-o nos últimos meses.
Através de uma sábia indução viu-se então 'novamente' a levar o seu cão a passear ... com a trela. Depois quis subir a qualquer lado, puxou infelizmente a trela por cima da cabeça, o cão continuou provavelmente a correr mais três passadas e o rapaz ficou estrangulado.
Trela. Analisando em conjunto com a Drª Ana, foi-lhe impossível negar que sentia-se preso a um sentimento de falsa segurança. E foi quando desejou algo mais para a sua insípida existência que não conseguiu acompanhar o ritmo corajoso, mas doloroso inerente à mudança e deixou-se sufocar pela dor, quase como se estivesse a ser estrangulado. Estrangulado pela falta de coragem para viver !

Sem comentários: